indicetj.com 

Índice direcionando para mais de 800 artigos críticos sobre as Testemunhas de Jeová!

De um leitor

Minha História

Vou tentar expor de forma resumida pois trata-se de uma vida inteira. Se tentasse expor tudo o que passei, certamente teria de escrever centenas de páginas.

Fui testemunha de Jeová durante 27 anos. Minha mãe começou a estudar quando eu tinha apenas 2 anos de idade e, desde então, me ensinava sempre que podia por meio de estudos bíblicos etc. Batizei-me com apenas 13 anos de idade. E, é óbvio, sem saber o que estava fazendo! (Talvez impulsionado por outros jovens que faziam o mesmo. Ora, a minha irmã batizou-se com apenas 10 anos de idade!)

Minha mãe sempre foi muito fiel, muito dedicada. Acreditava plenamente em tudo o que o Corpo Governante dizia. Também era muito doente e viúva, fator que contribuía para ainda mais dedicação e apego por parte dela.

Quatro anos atrás, minha mãe ficou muito doente. Um problema cardíaco que já possuía se agravou. Ela desenvolveu endocardite, que se trata de uma inflamação e acúmulo de bactérias nas válvulas do coração. No caso dela, especificamente, nas válvulas mitral e tricúspide - o que ocasionou também o agravamento de diversos outros problemas nos rins, medula óssea, sangue (anemia), entre outros.

Devido ao quadro apresentado, tornou-se necessário uma intervenção cirúrgica de substituição da mencionada válvula mitral por uma válvula mecânica, nesse ínterim, inerente ao processo cirúrgico, estava a transfusão de sangue. Nos deparamos, então, com a polêmica questão do sangue. A decisão da minha mãe, da minha irmã, minha e de toda a família foi unânime, visto que todos eram muito fervorosos de não aceitar.

Em meio a um sofrimento indescritível que passamos, eu com apenas 28 anos de idade, a situação era muito grave. A atuação da Sociedade, dos anciãos da congregação e da Colih (Comissão de Ligação com Hospitais) veio a agravar ainda mais, pois a Sociedade nos induz a não aceitar sangue, mas não nos fornece estruturas para agir e enfrentar a situação! Foram todos completamente omissos!! Nos encontramos a sós no nosso problema. Os anciãos não foram somente omissos, mas também agressivos. Um ancião de uma congregação vizinha alegou que para nos ajudar financeiramente, antes, eu teria de vender minhas posses! Que "amor cristão"! Em todo esse período eu nem mesmo vi os anciãos da minha congregação, eles nos esqueceram!!!

Enfim, minha mãe faleceu sem abrir mão da sua fé!!

Depois de tudo isso me afastei da organização por culpa dela mesma - que nos abandonou na hora que mais precisávamos. Então pesaroso... pensando estar apartado de Deus... entregue ao Diabo... com consciência pesada e tudo... decidi começar a minha pesquisa na internet. Uma juventude desperdiçada, a vida da minha mãe desperdiçada, etc., etc., etc, enfim, um furacão se instalou. Toda a minha vida passou na minha frente!Horrível!

Felizmente, agora, depois de tanto sofrimento, me sinto em paz! Livre, leve, deixei pra trás os pesados fardos da Torre de Vigia. Estou concentrando meus esforços em conscientizar minha esposa acerca desta organização falsa. Está sendo muito difícil pois, embora afastada, não aceita os fatos. Nós temos uma filha de um ano que não quero de forma alguma criar dentro desta seita.

Quanto a dissociação, ainda não me decidi. Vai ser muito difícil pois todos os da minha família são testemunhas de Jeová. Sinceramente, por enquanto, não sei que decisão tomar. Tenho que amadurecer ainda mais a idéia.